O filme da vida

O filme da vida

Já pensou na eternidade?
A vida desenrola-se perante nós de uma forma tão rápida como as imagens de um filme, sem que possamos pará-la nem por um instante. É precisamente neste curto espaço de tempo que nos separa do berço e o caixão, que decidimos o nosso destino eterno. Já pensou nisso?

Demasiado inocente para pensar nisso.
A vida começa e o tempo dispara. A infância é a fase inocente da vida. E até mesmo os problemas parecem não perturbar a alma de uma criança. A vida é pura brincadeira num mundo onde tudo ainda é maravilhoso e novo. É muito cedo para pensar sobre coisas sérias, mas o tempo de vida começou a passar.

Demasiado jovem para pensar nisso.
Até que chega a juventude. E o jovem ainda, não têm tantas preocupações com a vida, simplesmente, aproveita. Pois, tem quem o sustente, tem a casa dos pais para morar, estuda, investe numa profissão, tentando assim garantir o seu futuro, encanta-se com os namoros, tem saúde, desfrutam lazeres, etc. Mas alguns optam por caminhos errados e se iludem com a bebida, se destroem com as drogas e se expõem aos perigos do sexo inseguro. De fato, é uma fase encantadora e despreocupada da vida. Mas, as decisões e ações de hoje influenciarão a vida amanhã. Por isso, é preciso ser responsável, ter compromisso e pensar com seriedade sobre a eternidade.

Demasiado autoconfiante para pensar nisso.
Se considerar superior aos outros e subestimar decisões importantes é outra forma perigosa de viver. Mas, é muito atrativo confiar na força física, nas habilidades pessoais, na coragem, na inteligência e no dinheiro. Porém, nada disso assegura o futuro da alma, pois a eternidade é uma consequência das escolhas de agora.

Demasiado feliz para pensar nisso.
Muitos dizem que o presente é o que importa. Saúde, família, amigos, bens e dinheiro, são suficientes para fazer uma pessoa feliz, e com isso, aparentemente não têm motivos para preocupações. Então, por que sofrer antecipando o futuro? Por que se preocupar com a morte? Por que pensar em Deus ou sobre a eternidade?

Demasiado atarefado para pensar nisso.
O trabalho ocupa grande parte do tempo na vida de uma pessoa. Já não se trabalha mais para viver, mas se vive para o trabalho. Por isso, as pessoas quase não têm tempo para elas mesmas, não têm tempo para os outros, não têm tempo para a família, não têm tempo para repousar, quase não têm momentos livres para poder pensar em outros aspectos da sua existência. Este é um preço muito alto da buscar pela sobrevivência e também pelo sucesso. A tirania de cumprir tarefas não permite que as pessoas pensem, por exemplo, sobre uma questão tão importante como é a eternidade ou vida após a morte.

Demasiado preocupado para pensar nisso.
A vida nem sempre é como desejamos, não temos nenhuma garantia, preocupações de toda espécie perturbam o espírito humano. Como resolver problemas? Como superar dificuldades? Como manter os relacionamentos em um nível saudável? São assuntos diários que desviam a atenção da preocupação com a eternidade.

Demasiado velho para pensar nisso.
O tempo adiantou-se e chegou chegou a velhice. E uma pessoa velha está com o corpo cansado de trabalhar e está desgastado pelas doenças. Tem a alma abatida pelas turbulências da vida. A vida para um ancião é passado e suas expectativas são cada vez menores, por isso, recorda-se dos bons anos da sua juventude e alimenta-se destas memórias. Todavia, em breve a eternidade baterá sua porta, sem que tenha pensado sobre esta questão.

Demasiado tarde para pensar nisso.
Agora, temos algum tempo para pensar sobre a eternidade, mas não sabemos quanto tempo de vida ainda teremos. Pois, o tempo passa e acabará; a morte chegará para todos e seremos sepultados. E quando isso acontecer, o tempo terá findado. Nossa alma estará na eternidade, então, será tarde demais para pensar nisso. Por isso, lhe incentivamos a pensar logo sobre isso.

Onde você passará a eternidade?
Isso depende de você ...

A vida não termina com a morte, como muitos pensam. A morte é a porta para a eternidade de salvação ou condenação. Os seus numerosos pecados conduzem você à perdição eterna. Mas se você se arrepender, se você crer de todo o coração que Jesus Cristo veio ao mundo para salvar pecadores como você, então, você receberá o perdão integral e salvação eterna. Este é a desejo de Deus para você.
«Pois o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor.» (Bíblia, carta aos Romanos, cap. 6, vers. 23).
«Lembre-se do seu Criador nos dias da sua juventude, antes que venham os dias difíceis e se aproximem os anos em que você dirá: não tenho satisfação neles.» (Bíblia, livro de Eclesiastes, cap. 12, vers. 1).

Pepita – a bailarina cigana